ONDE TEM SAÚDE, TEM 3ALBE.
TEL: +55 11 5519-4022 | FAX: +55 11 5511-5120 |
Você está em

Blog

Limpeza hospitalar: elimine agentes nocivos para controlar a disseminação de doenças!

Limpeza hospitalar
Tempo de Leitura: 4 Minutos

 

Os ambientes hospitalares representam grandes riscos de contaminação devido a quantidade de agentes infecciosos que circulam nesses locais em decorrência das enfermidades dos pacientes. Por conta disso, os processos de limpeza hospitalar são essenciais para eliminar os agentes nocivos, controlar a disseminação de doenças e proporcionar um ambiente saudável para os beneficiários e os profissionais da saúde.

Como já explicamos anteriormente em nosso conteúdo Higienização Hospitalar: Conheça os processos de limpeza e desinfecção para superfícies realizados em hospitais” , por ser um processo tão importante e essencial, a higienização é dividida em diferentes etapas, como a limpeza terminal, a limpeza concorrente e a limpeza mecanizada de piso, que cobrem diferentes focos de sujidades, afinal, diversos microrganismos não contaminam apenas o ar, mas também superfícies – incluindo paredes e pisos – e equipamentos que são frequentemente manuseados por médicos e enfermeiros para atender pacientes.

Assim sendo, garantir uma limpeza eficaz é zelar pela saúde dos beneficiários e profissionais de saúde e, no cenário mundial atual, essa questão se prova cada vez mais relevante.

O coronavírus e o superfungo Candida auris: aumente o espectro biocida para eliminar esses patógenos e garanta muito mais segurança para o ambiente hospitalar

Em 11 de março de 2020 a Organização Mundial da Saúde (OMS) decretou a pandemia do novo Coronavírus devido ao rápido aumento no número de casos e a disseminação global do vírus. Desde então, o número oficial de mortes só tem crescido e, em escala global, em janeiro de 2021, a quantidade de óbitos já se aproximava dos 2 milhões.

Com um altíssimo potencial de contaminação, o novo coronavírus ainda possui muitas características que são um mistério para os profissionais e órgãos de saúde, contudo, já é conhecido que o vírus pode ser transmitido por ar, gotículas contaminadas e de pessoa para pessoa, por isso, a utilização de máscaras e a aprimoração e aumento do rigor dos protocolos de limpeza no ambiente hospitalar são precisos para conter a pandemia.

E em meio a esse cenário, já extremamente drástico e preocupante, outro problema atingiu o solo brasileiro: foi identificado, em 7 de dezembro de 2020, o primeiro caso do superfungo Candida auris no Brasil em um paciente adulto que estava hospitalizado na Bahia com Covid-19.

Esse fungo, registrado pela primeira vez em 2009 no Japão, já teve casos identificados em 30 países, e 39% das ocorrências foram fatais. Sua periculosidade se deve ao fato de que, além de sua identificação ser difícil pois ele pode ser facilmente confundido com outras espécies de Candida, ele se mostra extremamente resistente a um enorme número de antifúngicos e, ao contrário dos demais de sua família, apresenta indícios de que pode ser transmitido diretamente de pessoa para pessoa e sobrevive por longos períodos em superfícies, o que significa que, com frequência preocupante, ele pode ser encontrado em estruturas de cuidados médicos e equipamentos.

Essa característica do Candida auris também reforça a importância de realizar corretamente a limpeza para que seja possível prevenir o alastramento em larga escala desse problema no território brasileiro, e isso só é possível através da utilização das soluções adequadas, que comprovadamente atuem na eliminação de microrganismos que figuram uma grave ameaça para a saúde pública. Por isso, ter acesso à soluções que atuem contra o maior número possível de vírus, bactérias e fungos é o ideal.

Assim sendo, para cada tipo de limpeza é necessário selecionar produtos compatíveis com diversos materiais que possam ser utilizados de forma segura nas mais diferentes superfícies e equipamentos sem causar corrosão ou danos, e que também sejam eficazes frente a uma gama de patógenos, garantindo uma limpeza com um grande espectro biocida que ajude a preservar a integridade do ambiente e conservar os equipamentos e superfícies hospitalares.

Na 3Albe trabalhamos com uma seleção de produtos excelentes para limpeza concorrente, terminal e mecanizada de piso, que não apenas aumentam o espectro biocida da limpeza devido a sua eficácia frente diversos microrganismos, mas que são multifuncionais, seguros para os profissionais e ajudam a preservar a vida útil de equipamentos e superfícies. O detergente superconcentrado Surfanios Premium, por exemplo, é uma solução ideal para limpeza concorrente e mecanizada de piso devido ao seu alto poder de detergência e ação antimicrobiana contra microrganismos como Coronavírus, Cândida auris e diversos outros, além de possuir alta compatibilidade com pisos, equipamentos e paredes. Já Surfa’Safe Premium, uma solução com ação desinfetante, pode ser aplicado na limpeza concorrente e terminal por conta da sua compatibilidade com telas e equipamentos e ação eficaz contra mais de 20 microrganismos, incluindo Coronavírus e Cândida auris. Além desses produtos, as soluções Oxy’Floor e Anioxy Spray WS, indicados para limpeza terminal, possuem efeito esporocida para eliminar fungos e ação contra Clostridium, uma bactéria que pode causar desde doenças leves até casos fatais.

Para saber mais sobre cada uma dessas soluções e como elas podem ser utilizadas para que você alcance o maior espectro biocida possível nas rotinas de limpeza da instituição que você atua, entre em contato com o time da 3Albe! Nós temos uma equipe de especialistas ao seu dispor para te auxiliar a encontrar os melhores produtos de acordo com as suas necessidades.

Fontes:

https://www.unasus.gov.br/noticia/organizacao-mundial-de-saude-declara-pandemia-de-coronavirus


Acesse o Enfoque Saúde
Nos siga nas redes sociais FacebookLinkedIn, Instagram e YouTube!

Share with

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart

Nenhum produto no carrinho.